success and gesture concept - close up of teenagers hands on top of each other outdoors

Dedicar tempo e atenção à rede de contatos pode contribuir para que uma empresa ou as habilidades profissionais de uma pessoa sejam dignas de recordação.

 

O conhecido ditado popular “quem não é visto, não é lembrado” funciona para muitos como uma referência. Ter o nome ou os serviços guardados na mente dos clientes e dos colegas de mercado pode ser um bálsamo em tempos críticos da economia. Porém, não é só com visibilidade que se constrói uma relação duradoura, capaz de gerar novos negócios e bons contatos. Em artigo recém-publicado no site norte-americano Entrepreneur, Cynthia Johnson, sócia-diretora da RankLab, empresa especializada em marketing digital dos Estados Unidos, listou a força dos “super-conectores”, ou seja, profissionais altamente capazes de criar relações de qualidade e, conseqüentemente, com mais condições de serem lembrados e consultado pelos demais.

Cynthia afirma que a atuação desses conectores é feita por meio de um networking impecável, quem tem base em quatro hábitos: “saber o que quer”, “dedicar-se”, “anotar tudo” e “consultar a rede pessoal”. Essas são práticas compartilhadas por Maurício Cardoso, um dos fundadores do Clube do Networking, iniciativa dedicada a empreendedores interessados em ampliar a rede de contatos com o objetivo de identificar oportunidades de negócios. Além desses aspectos, Cardoso indica ser necessário não só consultar a rede, mas praticar incessantemente esses relacionamentos e compreender melhor como essas conexões funcionam. “É importante saber que muito além de uma simples relação de troca, o networking é um processo e não um acontecimento. Portanto, é preciso repensar atitudes. Fazer networking é conhecer alguém com um problema, saber de outra capaz de solucionar essa necessidade e ligar esses dois indivíduos. Um dia essa roda vai girar e você estará na posição de ser ajudado e, graças a um amigo em comum, outro sujeito, desconhecido até então, poderá arrumar uma saída para dificuldades”, Cardoso afirma. O especialista Maurício Cardoso dá algumas dicas para se tornar um profissional memorável e reforçar sua presença no relacionamento com seus colegas e no mercado.

Confira:

 

1 – Cuide da sua reputação:

 

É importante ser lembrado pela qualidade do seu trabalho, não queira ser lembrado pelos seus defeitos.

 

2 – Ajude sempre:

 

 

Sempre que houver oportunidade, ajude. Esteja disponível para fazer algo por alguém de forma desinteressada. Não ajude por querer algo em troca.

 

 

3 – Participe de associações:

 

Frequente alguma associação, clube, etc. É importante fazer parte de lugares onde você possa conhecer novas pessoas e trocar idéias.

4 – Ouça mais e fale menos:

 

Ao conhecer novos profissionais, se interesse genuinamente. Entenda o que eles fazem e como fazem. Tente entender quais são suas limitações. Só confiamos quando conhecemos o poder de entrega e as limitações dos demais.

5 – Seja interessante e não interesseiro:

 

Não ligue para os outros apenas quando você precisa de algo. Dê um jeito de sempre manter contato, seja por telefone, e-mail ou por meio das mídias sociais.

 

 

Fonte: http://www.administradores.com.br/noticias/carreira/5-habitos-para-se-tornar-uma-referencia-e-ser-sempre-lembrado/102910/